Habitat loss & fragmentation

Forest loss and fragmentation are major drivers explaining the current change in global diversity. In the last decades, science has advanced considerably in determining species response in fragmented landscapes, showing that 1. large forest fragments harbor more species than smaller ones, 2. isolated forests tend to lose more species than those closer to other remnants and, 3. some species are more vulnerable to extinction than others. 

 

Within the scope of the SISBIOTA NETWORK, our lab aimed to investigate the effect of landscape-scale forest cover on local biodiversity patterns and processes. The amount of forest cover within a given landscape is known to be correlated both with habitat loss and fragmentation, therefore it has shown to be a powerful proxy of both processes. Our research indicates that as we amount of forest in the landscape around a forest fragment is reduced, local forest structure shrinks, i.e. trees are smaller, thinner and lower. We observed a decreasing in the number of tree species, with a greater loss of Of those species that can tolerate low levels of light, which is a characteristic feature of preserved forests. More Important: the remaining forest harbor lower amount of carbon and produce less fruit biomass, with lower quality, thus affecting the local fruit-eating species such as frugivorous birds. Indeed, forests in more deforested landscapes have fewer frugivorous birds, which in turn consume fewer fruits, probably decreasing seed dispersal. Therefore we have shown that fragments, regardless of its size, when inserted in more deforestation comprise distinct forest structure and composition, thus functioning differently than those surrounded by forests.

 

The slideshow bellow summarizes our results on how specific aspects of forest structure, patterns of diversity and ecological processes change as deforestation progresses at landscape-scale.

 

 

A perda e a fragmentação da floresta são os principais fatores que explicam a atual mudança na diversidade global. Nas últimas décadas, a ciência avançou consideravelmente na determinação da resposta das espécies em paisagens fragmentadas, mostrando que 1. grandes fragmentos florestais abrigam mais espécies do que as menores, 2. as florestas isoladas tendem a perder mais espécies do que as mais próximas a outros remanescentes e 3. algumas espécies são mais vulneráveis à extinção do que outras. No âmbito da REDE SISBIOTA, nosso laboratório teve como objetivo investigar o efeito da cobertura florestal da escala de paisagem em padrões e processos locais de biodiversidade. A quantidade de cobertura florestal na paisagem é conhecida por estar correlacionada tanto com a fragmentação, portanto um poderoso proxy de ambos os processos. Nossa pesquisa indica que, à medida que a quantidade de floresta na paisagem em torno de um fragmento de floresta é reduzida, a estrutura da floresta local encolhe, ou seja, ao desmatarmos a paisagem as florestas que sobram possuem menos árvores, mais finas e menores. Observamos uma diminuição no número de espécies arbóreas, com uma maior perda daquelas espécies que podem tolerar baixos níveis de luz, característica das florestas preservadas. Mais importante: a floresta restante abriga uma menor quantidade de carbono e produz menos biomassa de frutos, com menor qualidade, afetando assim as espécies locais que consomem stes frutos, como aves frugívoras. De fato, as florestas em paisagens mais desmatadas têm menos aves frugívoras, que por sua vez consomem menos frutas, provavelmente diminuindo a dispersão de sementes. Portanto, mostramos que os fragmentos, independentemente do seu tamanho, quando inseridos em paisagens mais desmatas alteram sua estrutura e composição florestal, funcionando de maneira diferente daquelas cercadas por paisagens mais florestadas. O slideshow abaixo resume nossos resultados sobre como aspectos específicos da estrutura florestal, padrões de diversidade e processos ecológicos mudam à medida que o desmatamento em escala de paisagem avança.

 

© 2023 by James Consulting. Proudly created with Wix.com